Quem somos

Representantes de doze montanhas mundialmente famosas dos cinco continentes foram convidados pela República Popular da China a participarem da “Primeira Conferência das Montanhas Famosas do Mundo”, em Monte Lushan, no sudeste da China, Outubro de 2009.


A conferência histórica foi sediada pelo Sr. Zheng Xiang, Secretário da Administração da Região Cênica e de Interesse Histórico do Monte Lu. O Secretário Zheng organizou a conferência para que líderes de montanhas famosas pudessem trocar ideias, experiências, e especificidades enfrentadas na gestão de montanhas famosas.

 

 

O Objetivo da Associação: fortalecer e aprofundar a comunicação, intercâmbio e cooperação entre montanhas famosas do mundo; promover um compartilhamento de recursos desenvolvendo-a em uma organização internacional amplamente reconhecida e atrair mais e mais montanhas.

 

O Propósito da Associação: promover intercâmbio, coordenação e cooperação entre montanhas famosas do mundo; providenciar uma plataforma igualitária para governos, empresas, organizações profissionais, especialistas e acadêmicos discutirem problemas em comum; providenciar serviços para o turismo, ambiente, cultura e educação entre membros, por meio do estabelecimento de uma rede de informações.

 

Principais atividades da Associação: convocar reuniões anuais e promover simpósios, discutindo questões importantes como proteção e gestão, desenvolvimento turístico, educação e cultura, popularização da ciência e outros campos; propor iniciativas regionais e globais; monitorar as tendências que afetam o desenvolvimento turístico global e regional; explorar questões que podem influenciar a proteção de montanhas famosas ou o desenvolvimento do turismo; coletar e difundir as informações relevantes e buscar oportunidades de cooperação; montar um centro de treinamentos e pesquisas com influência internacional que proverá às montanhas famosas com avançadas experiências de gestão e tecnologia; realizar atividades como produtos de viagem, exibições, desenvolvimento de projetos, troca de informações, avaliação de turismo e treinamento em educação.

 

 

Montanhas na Associação

Africa do SulTable Mountain

AlemanhaGeopark  Bergstrasse Odenwald

AustraliaKanawinka Geopark

AustriaNature Park Eisenwurzen

BrasilAraripe Geopark, Alto Camaquã, Guaramiranga, Ibiapaba, Quixadá

Coreia do SulSeorak Mountain

ChinaMt Emeishan, Mt Huangshan, Mt Lushan, Mt Taishan

EUAMt Hood,Mt Rainier,Mt Shasta, Parque Nacional Shenandoah

FilippinasMontanha Chocolate Hills

JapanMonte Fuji

RomeniaMt Covasna County,Cozia National Park,Mt Gaina

Tanzania - Monte Kilimanjaro

 
 

 

Carta dos Monólitos

Os Monólitos de Quixadá, o Maciço de Baturité, a Chapada do Araripe e a Serra da Ibiapaba, em razão de suas excepcionais belezas naturais e valores culturais, foram aceitos como membros da Associação de Montanhas Famosas do Mundo (World Famous Mountains Association-WFMA), criada na China, em 2009. Esta instituição conta hoje com 24 membros de diversos países de todos os continentes e visa a difundir práticas de conservação das montanhas que favoreçam o desenvolvimento local em bases sustentáveis. Os membros dessa Associação contam com o privilégio de poder contar com a colaboração de seus pares para a troca de experiências, ajuda e promoção mútua, oportunizando assim grande visibilidade internacional e acesso ao conhecimento sobre práticas inovadoras e bem sucedidas relacionadas ao progresso, aliando a promoção humana e aos cuidados ambientais.

Atento a essa questão, representantes das Montanhas Famosas do Ceará, incluindo lideranças comunitárias, empresariais e universitárias, membros das três esferas de governo, além de outros atores, reuniram-se na cidade de Quixadá, em 13 de dezembro de 2012, no I Colóquio das Montanhas Famosas do Estado do Ceará, objetivando discutir as oportunidades e desafios com vistas à promoção do desenvolvimento sustentável nos seus territórios, tendo como referência a visão da Associação de Montanhas Famosas do Mundo (1). A Carta dos Monólitos apresenta uma síntese das conclusões dos participantes, pretendendo subsidiar um planejamento estratégico e participativo voltado ao alcance desse objetivo.

Os participantes do I Colóquio reconhecem que os membros cearenses dessa Associação apresentam grande potencial para um desenvolvimento sustentável baseado na conservação e valorização do patrimônio (natural e cultural) e no empreendedorismo. Argumentam ademais que, não obstante as vantagens competitivas e os avanços alcançados em algumas dessas áreas, persistem ainda vários fatores que restringem o pleno aproveitamento dessas potencialidades. A convergência de esforços da população local, governos e empreendedores torna-se imprescindível para a superação desse desafio.

As discussões realizadas foram orientadas pelos seguintes temas: patrimônio em suas diversas manifestações, empreendedorismo e governança. Como princípio, os participantes argumentaram que a valorização da paisagem desses territórios (em suas diversas manifestações) constitui uma estratégia promissora para promover o desenvolvimento sustentável e, assim, defendem a preparação de projetos estruturantes voltados à conservação e valorização do patrimônio, à qualificação urbanística e à agregação de valor aos produtos locais, num envolvimento compromissado de vários segmentos da sociedade, sob a orientação de uma governança participativa. Nesse sentido, solicitam apoio dos governantes e instituições de fomento para viabilizar essa estratégia.

Numa visão multidimensional contextualizada do desenvolvimento, o gerenciamento dos programas e projetos deverá envolver as dimensões econômica, social, cultural, política e ambiental para o alcance dos resultados almejados. Em um primeiro momento, para o aproveitamento do atraente patrimônio representado pelas montanhas, tornam-se necessários estudos detalhados abrangendo os respectivos biomas e todo o complexo patrimonial, cultural (material e imaterial) e natural, através de adequadas atividades de identificação e documentação (levantamentos e inventários), proteção (tombamentos, registros, chancelas e acautelamentos) e promoção (processos de divulgação em diversos meios de comunicação). Tais estudos possibilitarão a identificação de alternativas de conservação e aproveitamento sustentável das potencialidades, tendo em vista a valorização dos territórios, fortalecimento de suas identidades e promoção de atividades produtivas, inclusive culturais e turísticas.

Ademais, para gerenciar com habilidade a rede de interdependências e demandas em que se encontram os territórios das Montanhas Famosas, torna-se necessária a formação de uma governança coletiva. Essa nova governança, inspirada em um paradigma de desenvolvimento territorial, compreende novas práticas que facilitem a gestão dos interesses coletivos e a construção de consensos para que se cumpra a missão de contribuir com as novas relações de poder, ampliando a democracia e a cidadania. Tudo no sentido de serem desenvolvidos programas estruturantes descentralizados que se caracterizem pela convergência, pela parceria, pela flexibilidade e pela inovação, sempre negociados e focados na visão de sustentabilidade.

Com o firme propósito de desenvolver os territórios das Montanhas Famosas do Ceará, aproveitando sua vinculação com a Associação de Montanhas Famosas do Mundo, formou-se no I Colóquio, uma equipe mobilizada para atuar num alto nível de comprometimento e dedicação. Esta Carta dos Monólitos representa a união dos territórios das Montanhas Famosas do Ceará em volta de um processo de vivência que imprime sentido e significado a um espaço geográfico. Os atores envolvidos esperam sensibilizar governantes e sociedade civil em torno da proposta de ancorar o processo de desenvolvimento na conservação do patrimônio cultural e natural e na valorização das identidades dos territórios.

 ---------------------

 

1. Tomaram parte no I Colóquio das Montanhas Famosas do Estado do Ceará os representantes das seguintes instituições: Instituto Federal do Ceará-IFCE, Universidade Federal do Ceará-UFC, Faculdade Católica Rainha do Sertão, Faculdade de Ciências e Letras do Sertão Central-FECLESC/UECE, SEBRAE-Ce, Universidade Vale do Acaraú-UVA, Prefeitura Municipal de Quixadá (Secretária de Educação, Secretaria de Administração, Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fundação Cultural de Quixadá, Museu Histórico Jacinto de Sousa), grupos culturais e empresários do setor de turismo/hoteleiro de Quixadá, Associação da Agricultura Familiar de Quixadá, Prefeitura Municipal de Guaramiranga, grupos culturais de Guaramiranga, Geopark Araripe, Projeto “Território da Cidadania”, Instituto de Convivência com o Semi Árido, Justiça Federal, Instituto Superior de Estudos, Pesquisas Acadêmicas e Tecnológicas-ISEPAT, Secretaria das Cidades do Governo do Estado do Ceará e Associação das Montanhas Famosas do Mundo (World Famous Mountains Association-WFMA).

 

 

Utilização da Marca da Associação das Montanhas Famosas do Mundo

A Associação das Montanhas Famosas do Mundo[1]

A Associação das Montanhas Famosas do Mundo, criada em 2009, na China, reúne montanhas famosas de todo o mundo, incluindo os Monte Lushan e Taishan (China), Monte Fuji (Japão), Table Mountains (África do Sul), Monte Hood (USA), Montanhas de Chocolate (Filipinas) Kilimanjaro (Tanzânia), além de outras montanhas do mundo, cinco delas Brasileiras sendo quatro delas no Ceará. Seu objetivo é promover o desenvolvimento territorial sustentável, valorizando sua paisagem e agregando valor aos diferentes produtos do território, assim estimulando atividades econômicas e criando novas oportunidades de negócios, empregos e renda para a população local. Essa estratégia concilia, desde o início, a dinamização da economia local com a conservação do patrimônio natural e a inclusão de comunidades locais.

Logotipo - Marca da Assocoação das Montanhas Famosas do MundoA marca da Associação das Montanhas Famosas do Mundo

  • Você prefere ir a Paris ou a Jakarta?
  • Comer em um restaurante italiano ou em um restaurante hondurenho?
  • Usar uma camisa fabricada pela Nike[2] ou uma camisa Dovevella?
  • Comer chocolate Suíço ou um Baton Garoto[3]?

Tudo isto tem a ver com a fama. O que se conhece, o que tem marca e que tem fama, parece sempre melhor. Há mais vontade de consumir pela maior parte das pessoas.

Da mesma forma é a marca "Montanhas Famosas do Mundo" que qualifica regiões em diversos lugares do planeta. Formam, então, um grupo seleto no mundo. Lugares especiais. Reconhecidos internacionalmente.  Assim toda a região que faz parte do sistema internacional da Associação das Montanhas Famosas do Mundo, tem em comum uma qualidade única que as diferencia das outras regiões montanhosas da terra. 

São beneficiados também, da mesma forma, todos os negócios, comércios, pontos turísticos instalados nestas áreas, aumentando, em conjunto, o valor de todos os envolvidos.

Para utilizar a marca como apoio institucional ou para exposição em locais públicos, é necessário contemplar os seguintes requisitos: 

  • Pertencer a uma das quatro regiões participantes da associação no Ceará (Araripe, Quixadá, Maciço do Baturité, Serra da Ibiapaba).
  • O evento ser direcionado a conservação do meio ambiente, turismo e/ou desenvolvimento sustentável. 
  • Solicitar a representante da WFMA no Brasil, com no mínimo 15 dias de antecedência, permissão pra utilizar a marca e o envio do arquivo no formato vetorial.

Contato

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 


[1] World Famous Mountains Association – WFMA
[2] Nike é uma marca registrada pela Nike Coorporation nos EUA e em outras partes do mundo. - Nike is trademark, or registered trademark of Nike  Corporation in the United States and/or other countries.
[3] Baton Garoto é uma marca registrada da Chocolate Garotos S.A. no Espírito Santo, Brasil. Baton Garoto is a registred trademark by Chocolates Garoto S.A. in Espirito Santo, Brazil